Alexandre Gaudêncio quer dar continuidade ao trabalho que começou há 4 anos

O PPD/PSD Ribeira Grande apresentou, em comício, realizado no passado sábado no Largo Hintze Ribeiro, todos os candidatos aos órgãos autárquicos do concelho da Ribeira Grande.

“Pretendemos dar continuidade ao trabalho que começou há 4 anos naquilo que achamos que foi um novo começo para a Ribeira Grande. Esse tinha sido o nosso slogan de então. Hoje queremos continuar a melhorar a nossa terra”, afirmou Alexandre Gaudêncio, elencando como áreas prioritárias para um segundo mandato o apoio social, o emprego e a economia, e o turismo.

Alexandre Gaudêncio, que encabeça novamente a candidatura pelo PPD/PSD ao município ribeiragrandense, orgulha-se do facto da lista de candidatos à Câmara Municipal da Ribeira Grande contar com 50% de homens e 50% de mulheres para as eleições autárquicas do próximo dia 1 de outubro.

“A lista alia a experiência à renovação, conta com uma média de idades que ronda os 40 anos, e apresenta candidatos de variadas profissões”, adiantou Gaudêncio, que apesar de haver uma renovação de 60% mantêm-se nomes como Tânia Fonseca, Filipe Jorge e Carlos Anselmo que exercem funções no atual executivo camarário.

O social-democrata recordou que desde que tomaram posse tiveram como prioridade o apoio social.  “Criamos o Fundo de Emergência Social que tem permitido apoiar as famílias que mais necessitam”, salientou.

“Tivemos uma preocupação constante em gerar mais economia local e mais emprego tendo posto em marcha o Plano de Obras que foi uma lufada de ar fresco para as empresas locais, além de que fomos parceiros estratégicos dos nossos comerciantes locais”, adiantando terem “obra feita em todas as freguesias do concelho”.

O candidato do PPD/PSD relembrou que foi neste mandato que “a Ribeira Grande foi pioneira no desenvolvimento de um Plano Estratégico para o Turismo”, tendo referido que pretende fazer do turismo uma bandeira de um novo mandato.

A Assembleia Municipal conta com José António Garcia, social-democrata, para presidir o órgão. Apresenta uma média de idades de 45 anos e uma renovação de 65%, sendo que mais de metade dos candidatos são independentes.

Os cabeças de lista às Assembleias de Freguesia têm uma média de idades de 35 anos, havendo uma renovação de 50% em comparação com há 4 anos atrás.

Alexandre Gaudêncio apelou para que no próximo domingo, 1 de outubro, votem no PPD/PSD, sendo certo que por parte dos candidatos social-democratas existe a vontade de se querer “o melhor para a nossa terra” para os próximos 4 anos.

Reportagem